Carol Voigt – A voz Text | 1000+ Collections best music of time

by adminegyptchord

Carol Voigt – A voz Text | Collections best music of time

Songtext zu A voz

A voz tá rouca pra te cantar
A garganta arde pra te chamar
E eu espero só que os minutos
De inverno passem, tom inconstante
De voz que quer chorar, prendo nos dentes
Da boca que não quer abrir, e eu espero só
Do outro lado das grades do paraíso
Mordo todas as maças, o medo de quem não tem juízo
Demora a se apresentar, presa a dor em olhos áridos faz
A lágrima arranhar, e eu só espero, espero só que um dia
De vento frio e sol tenha coragem pra me aquecer

A voz tá pouca pra te impressionar

A paz tá louca pra te ver passar
A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar

A voz tá rouca pra te cantar
A garganta arde pra te chamar
E eu espero só que os minutos
De inverno passem, tom inconstante
De voz que quer chorar, prendo nos dentes
Da boca que não quer abrir e eu espero só
Do outro lado das grades do paraíso
Mordo todas as maças, o medo de quem não tem juízo
Demora a se apresentar, presa a dor em olhos áridos faz
A lágrima arranhar, e eu só espero, espero só que um dia
De vento frio e sol tenha coragem pra me aquecer

A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar
A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar

Pra te impressionar, pra te ver passar
Pra te impressionar, pra te ver passar
Pra te impressionar, pra te impressionar, pra te ver

Carol Voigt – A voz Songtext

zu A voz von Carol Voigt – A voz Lyrics
Carol Voigt – A voz Letra da A voz da Carol Voigt – A voz Text
A voz Carol Voigt A voz texto

Noch keine Übersetzung vorhanden. Musik-Video-Miniaturansicht zu A voz Songtext von Carol Voigt

See more great songs lyrics here: https://egyptchord.com/

full song Carol Voigt – A voz Text

Songtext zu A voz

A voz tá rouca pra te cantar
A garganta arde pra te chamar
E eu espero só que os minutos
De inverno passem, tom inconstante
De voz que quer chorar, prendo nos dentes
Da boca que não quer abrir, e eu espero só
Do outro lado das grades do paraíso
Mordo todas as maças, o medo de quem não tem juízo
Demora a se apresentar, presa a dor em olhos áridos faz
A lágrima arranhar, e eu só espero, espero só que um dia
De vento frio e sol tenha coragem pra me aquecer

A voz tá pouca pra te impressionar

A paz tá louca pra te ver passar
A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar

A voz tá rouca pra te cantar
A garganta arde pra te chamar
E eu espero só que os minutos
De inverno passem, tom inconstante
De voz que quer chorar, prendo nos dentes
Da boca que não quer abrir e eu espero só
Do outro lado das grades do paraíso
Mordo todas as maças, o medo de quem não tem juízo
Demora a se apresentar, presa a dor em olhos áridos faz
A lágrima arranhar, e eu só espero, espero só que um dia
De vento frio e sol tenha coragem pra me aquecer

A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar
A voz tá pouca pra te impressionar
A paz tá louca pra te ver passar

Pra te impressionar, pra te ver passar
Pra te impressionar, pra te ver passar
Pra te impressionar, pra te impressionar, pra te ver

Carol Voigt – A voz Songtext

zu A voz von Carol Voigt – A voz Lyrics
Carol Voigt – A voz Letra da A voz da Carol Voigt – A voz Text
A voz Carol Voigt A voz texto

Noch keine Übersetzung vorhanden. Musik-Video-Miniaturansicht zu A voz Songtext von Carol Voigt

wish you have a good time

0 comment

You may also like